segunda-feira, 15 de julho de 2013

Me diga meu amigo - Olindo Santana

Me diga meu amigo onde está a felicidade
que é pra lá que vou...
Me diga onde mora a saudade
tão estranha que me magoou.
Me diga se a promessa é um instante
de maldade que me afetou
Me diga onde encontro o meu sonho tão distante
que me abandonou.
Que é pra lá que eu vou...

E agora me responda sem remorso,
se esse troço já te incomodou,
se os versos de memórias que eu endorso
você já chorou.
Por que então ficou?!


Se é pra lá que eu vou...
Confesso que sozinho eu não posso
viver sem amor...
Porque preciso de carinho, esse troço
que me abandonou!
E é pra lá que eu vou...

- Olindo Santana