sábado, 1 de março de 2014

É Nobre Amar - Olindo Santana



É nobre amar,
sem falsas promessas,
sem muitas cobranças,
sem vexame algum.
Guiado pelo coração,
sem permissão da razão,
sem intromissão alheia,
sem dupla mão.
Olhando pro outro,
seguro do futuro,
apostando no escuro,
confiante que o seu tesouro,
é o seu valioso amor.
Assim, seu mundo particular,
será um paraíso a dois.
Único, sólido, belo.
Sem antes ou depois.
Guardado na alma.
Levado aonde se for.
Sem distância, sem dor.
Porque não há outra forma
de ser ou se viver
o verdadeiro amor.