domingo, 7 de dezembro de 2014

Orgulho - Olindo Santana

Tanto amor, tantos sonhos,
e um orgulho absurdo
maior do que tudo,
é capaz de separar.

Tanta paixão, tanta ternura,
mas a insana loucura,
de não saber perdoar,
faz o orgulho triunfar.

E de orgulhosos sem arrependimentos,
nasce o sofrimento,
tão desnecessário, tão pequeno,
que nem valem as lagrimas do momento