sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Ama-me - Olindo Santana

Ama-me
E eu te amarei sorrindo
Porque não é tão profundo o oceano
Como é imensa a profundidade
Com que estou te sentindo.

Ama-me
Que eu me abandonarei a ti
E não será tão extenso todo o cosmo
Como a expansão feliz
Do meu feliz sorrir.

Ama-me
Para que em tua vida eu encontre o milagre
Do amor que reparti sem dividir
E liberte de vez a minha alma
Dos desertos áridos que conheci.